InícioHorta & PomarCultivoRotação de Cultura na Horta

Rotação de Cultura na Horta

A rotação de cultura é um programa para aproveitamento, alternadamente, dos espaços onde se cultivam plantas diferentes.[clear]

Em outras palavras, o plantio de um tipo de vegetal periodicamente dá lugar a uma nova espécie na mesma área, e assim por diante.

A rotação de cultura visa a melhor exploração da terra.

É feito na lavoura, na horta comercial e também pode ser feita na horta caseira.

[h2 type=”2″ width=””]O Que É Rotação de Cultura?[/h2]

Para a cultura de hortaliças, a rotação é um método excelente.

Os canteiros de cultivo têm uma sequência na alternância de plantas de tipos diferentes, obedecendo a um programa delineado para que possa ser repetido após um determinado espaço de tempo.

Lembre-se de que hortaliças têm ciclos definidos, isto é, não são perenes e há um tempo entre semeadura, plantio e colheita, com estações definidas.

Após a colheita em geral a planta fenece, dando espaço para outro cultivo.

Podemos, então, ter de duas a três culturas diferentes no mesmo canteiro ao longo do ano.

[h2 type=”2″ width=””]Vantagens da Rotação de Culturas na Horta Caseira[/h2]

hortaÉ uma forma de cultivo ecologicamente correta, onde o solo é explorado em diversos níveis, com aproveitamento de nutrientes e água.

Ou seja, há muitas vantagens em alternar o plantio do tipo de hortaliça entre uma safra e outra, como por exemplo alternar um período de plantio de milho com uma alternância de plantio de uma não leguminosa como um feijão.

As diferentes espécies de plantas, pertencentes a diversas famílias botânicas, têm diferentes tamanhos de raízes, exploram o solo de forma diferenciada e acabam podendo aproveitar os nutrientes deixados pela cultura anterior.

A camada superior do solo, rica em matéria orgânica e nutrientes, quando coberta pelos diversos tipos de vegetação de cultivo não permite a lixiviação dos nutrientes, erosão e perda de água por evaporação.

As plantas de mesma família botânica têm as mesmas sensibilidades a determinadas doenças, atraem os mesmos tipos de insetos que causam danos e exploram aproximadamente os mesmos nutrientes e área de solo.

Ao diversificar você colabora para alterar este padrão.

Os solos tendem a esgotar seus nutrientes, a adição de abonos animais ou químicos são então colocados para aumentar os seus teores.

broto hortaUma forma de repor nitrogênio, por exemplo, é a adubação verde, com o plantio de leguminosas no canteiro, mesmo que seu objetivo não seja a colheita desta leguminosa, mas sim incorporar a planta que tem a capacidade de fixar o N ao solo.

O intervalo entre cultivos propicia esta prática. Veja o artigo Nitrogênio e Adubação Verde na Horta.

Num mesmo local poderemos produzir muito mais hortaliças diferentes ao longo do ano, possibilitando um consumo diversificado dos proprietários.

[h2 type=”2″ width=””]Detalhes Importantes[/h2]

Além de evitar a cultura de plantas de mesma família no canteiro em produção sequencial, é preciso programar os cultivos, evitando que a mesma família de plantas ocupe ao mesmo tempo os canteiros vizinhos.
[box type=”mais” align=”left”]
[h3 type=”2″]Artigos desta série[/h3]

[/box]

 

Isto também vale para as plantas escolhidas para fazer a adubação verde, que deverão obedecer a um calendário e locais de cultivo, evitando repetições no mesmo canteiro de forma sistemática.

Eng. Agr. Míriam Stumpf
Eng. Agr. Míriam Stumpf
Miriam Stumpf é engenheira agrônoma formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Ministra aulas de jardinagem e paisagismo sustentável e é autora de vários livros, entre estes o Guia de Produção para Plantas Medicinais, aromáticas e flores comestíveis. Faz projetos de paisagismo sustentável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ARTIGOS RELACIONADOS
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments